Galo caiu no Horto. O sonho acabou !

Date:

Operação - 01

 

por Nilton Ramos

O melhor time do Campeonato Brasileiro de 2015 humilhou o Galo em plena Arena Independência, ao aplicar goleada de 3 a 0, mais um chocolate diante de mais de 17 mil torcedores do time das Alterosas.

O clássico estava sendo esperado desde o apito final da rodada anterior a essa, como o jogo com jeito de decisão, pois com oito pontos de vantagem sobre o vice-líder, ao time mineiro só uma vitória para diminuir a distância e manter matematicamente as possibilidades de lutar pela conquista da taça.

Corinthians ignorou a pressão de quase 20 mil atleticanos ao golear o Galo no segundo tempo. Foto: Daniel Augusto Jr. /Agência Corinthians.
Corinthians ignorou a pressão de quase 20 mil atleticanos ao golear o Galo no segundo tempo. Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians.

 

Ao Timão um empate já seria um excelente resultado, pois jogaria na casa do adversário, mas a equipe comandada pelo treinador Tite se saiu melhor do que esperava.

Apesar de um primeiro tempo em que o time de Levir Culpi pressionou, criou várias oportunidades para marcar, as emoções ficaram reservadas para o segundo tempo.

Mas o técnico alvinegro voltou com a mesma formação da etapa inicial, e demorou a mexer no time atleticano, e quando o fez, o esquema tático foi desmontado, abriu e facilitou as coisas para o excelente Corinthians, que apesar da ausência do meia Elias, contou com o bom desempenho de seu substituto, Rodriguinho.

Zagueiros alvinegros batem a própria cabeça e Edcarlos levou a pior. Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians.
Zagueiros alvinegros batem a própria cabeça e Edcarlos levou a pior. Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians.

Enquanto o zagueiro Jemerson ficou fora por conta do terceiro cartão, e cedeu lugar para Edcarlos, que em um choque com seu próprio companheiro de zaga, Leo Silva, cortou o supercílio esquerdo, ficou longos minutos fora de campo, no intervalo levou cinco pontos, mas não voltou bem para a segunda parte do clássico. Tanto que perdeu na marcação dentro da área, em lance que originou em um dos gols corinthianos.

Timão campeão ! 

O grito de campeão brasileiro está muito perto de ser dado pela torcida do Corinthians. Com a vitória por 3 a 0 sobre o Atlético Mineiro na Arena Independência, neste domingo, o time paulista abriu 11 pontos de vantagem para o Galo, faltando cinco rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro da Série A.

O Grêmio venceu o Flamengo por 2 a 0 na Arena do Grêmio e caminha forte para se classificar para a Copa Libertadores.

O Santos derrotou o Palmeiras por 2 a 1 na Vila Belmiro e voltou ao G-4.

Já a Chapecoense e o Atlético Paranaense não saíram do 0 a 0 na Arena Condá.

A partida em Belo Horizonte cumpriu as expectativas de uma verdadeira final de campeonato. Dois times que não tiveram medo de atacar e fizeram um duelo eletrizante. A rede só demorou a balançar porque, além dos melhores ataques do Brasileiro, dois grandes goleiros estavam em campo.

Aos 23 minutos do segundo tempo, Jadson colocou a bola na medida para Malcom fazer o primeiro do Corinthians de cabeça.

Jovem Malcom teve personalidade e abriu o caminho para a vitória do Timão. Foto: Daniel Augusto Jr. /Agência Corinthians.
Jovem Malcom teve personalidade e abriu o caminho para a vitória do Timão. Foto: Daniel Augusto Jr. /Agência Corinthians.

Aos 29, Vagner Love ampliou, acertando um belíssimo chute, indefensável para o goleiro Víctor,  e no fim, Lucca fechou o placar  de voleio, num belo gol, aproveitando que os jogadores atleticanos já estavam atordoados ( 3 a 0).

A precisão, a velocidade e a força no gol de Vagner Love. Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians.
A precisão, a velocidade e a força no gol de Vagner Love. Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians.

Com 73 pontos, o líder Timão está a 11 de distância do Atlético, segundo colocado. Caso vença o Coritiba na próxima rodada, e o Galo não ganhe do Figueirense, o Corinthians garante o título.

Lucca saiu do banco de reservas para deixar também a sua marca. Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians.
Lucca saiu do banco de reservas para deixar também a sua marca. Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians.

 

Pés no chão

Após a grande vitória do Corinthians por 3 a 0 sobre o Atlético, o técnico Tite admitiu que o título brasileiro está próximo, mas pediu calma para concretizar a bela campanha da equipe paulista.

“Sei que a situação está encaminhada, mas calma. Temos o que percorrer. Matemática é fria, mas o lado humano nosso mostra que temos de estar no melhor nível de excelência”, afirmou Tite.

Apesar do placar elástico, o comandante alvinegro exaltou a grandeza do jogo e a qualidade do adversário.

“Quero enaltecer a grandeza do jogo, duas equipes que fizeram grande ano. Você pega a média das melhores equipes do Brasil, de qualidade, futebol, duas delas estavam em campo hoje. Fora isso, conseguimos nível de concentração muito algo, essa maturidade de jogar aqui é muito difícil. A gente sabe como é jogar em casa. Encaminhou (o título), mas não tem ainda, temos a consciência exata disso. A gente tem pés no chão”, declarou o treinador do Corinthians.

Apesar de estar muito próximo da conquisto do hexa campeonato brasileiro, o treinador prefere esperar a confirmação matemática. “Quando bater matematicamente, aí vou respirar. Equipe é mais competitiva dentro do campeonato, maior número de desarmes e a que menos faz falta. É a que mais marca gol, terceira que mais finaliza, e acho que a gente nunca repetiu escalação uma ou duas vezes”, finalizou.

O Corinthians volta a campo sábado, às 19h30, na Arena Corinthians, diante do Coritiba, pela 34ª rodada do Brasileirão, podendo ser hexacampeão.

Para conquistar o título já neste jogo, basta ao Alvinegro vencer o time paranaense e torcer para que o Galo tropece diante do Figueirense no domingo.

Ficha técnica de Atlético 0 x 3 Corinthians
Motivo:
Campeonato Brasileiro (33ª rodada)
Data: 1/11/2015
Horário
: 17h

Estádio: Arena Independência
Cidade: Belo Horizonte (MG)
Gols: Malcom (67’), Vagner Love (74’), Lucca (84’)
Público: 21.798
Renda: R$1.605.755,00
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC-FIFA)
Auxiliares: Kleber Lucio Gil (SC-FIFA) e Fabricio V. da Silva (GO-FIFA).
Cartão amarelo: Leandro Donizete (Atlético-MG)

Atlético
Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Edcarlos e Douglas Santos; Leandro Donizete (Cárdenas), Rafael Carioca, Luan, Giovanni Augusto (Thiago Ribeiro) e Dátolo; Lucas Pratto. Técnico: Levir Culpi.

Corinthians
Cássio, Edílson, Felipe, Gil e Guilherme Arana; Ralf, Jadson, Rodriguinho (Cristian), Renato Augusto e Malcom (Lucca); Vagner Love (Ángel Romero). Técnico: Tite.

A rodada

A 33ª rodada foi aberta no sábado com quatro jogos. O São Paulo goleou o Sport por 3 a 0. O Cruzeiro foi a Santa Catarina e empatou em 1 a 1 com o Avaí. A Ponte Preta bateu em Campinas o Joinville. O Coritiba empatou com o Figueirense em 1 a 1. 

Além da vitória corinthiana sobre o Galo na Arena Independência, Vasco 0 x 1 Fluminense, Grêmio 2 x 0 Flamengo, Goiás 2 x 1 Internacional. Na Vila Belmiro, numa prévia da decisão da Copa do Brasil, o Santos bateu Palmeiras por 2 a 1 e Chapecoense 0 x 0 Atlético-PR.

Classificação

Nilton Ramos
Bacharel em Direito; Pós-Graduado em Direito do Trabalho Lato Sensu; humanista e fundador-presidente da ONG CIVAS – BRASIL.

Compartilhar :

Assinar

spot_imgspot_img

Popular

Relacionados
Relacionados

Relator apresenta plano de trabalho da CPI da Braskem

O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da...

Cartilha ajuda a identificar atrasos no desenvolvimento de crianças

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), em parceria com...