Inquérito das fake news é “janela escancarada para um horizonte impreciso e inseguro”, diz Felipe Martins Pinto

0
321
Presidente do Instituto dos Advogados de Minas Gerais, Felipe Martins Pinto

Representante do Colégio dos Presidentes dos Institutos dos Advogados do Brasil, Felipe Martins Pinto afirmou que o inquérito das fake news “é uma janela escancarada para um horizonte impreciso e inseguro”.

“Inexiste uma justa causa para esse inquérito, instaurado sem delimitação de tempo, sem delimitação de lugar, de eventuais fatos, sem nem ao menos referência a eventuais fatos em concreto, e tampouco a indicação de possíveis autores”, disse, no julgamento da ação da Rede que pede a suspensão da investigação.

Pinto pediu o arquivamento do inquérito que, para ele, é um “forte elemento para a instabilidade político-jurídica do país, potencializada pela decretação de sigilo”.

 

 

Compartilhe

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha carregando ...