Milícia cristã anuncia luta armada contra o Estado Islâmico

Date:

“Defensores Vermelhos de Deus”, das Filipinas, queima bandeira do Estado Islâmico

Um grupo de soldados formado por cristãos do sul das Filipinas, anunciou uma luta armada contra o Estado Islâmico (EI). Para isso não precisam se deslocar até o Oriente Médio, pois existe uma “facção” do EI na região onde eles vivem.

A formação, com cerca de 300 homens, denomina-se Defensores Vermelhos de Deus. Seus membros são do grupo indígena “Ilaga”, uma comunidade de fazendeiros, na grande maioria cristãos. Seu embate será contra os Lutadores pela Liberdade Islâmica do Bangsamoro.

A formação luta pela formação de um estado muçulmano independente das Filipinas. Além de jurarem lealdade ao Estado Islâmico, realizaram vários atentados em Maguindanao e Sultan Kudarat no final do ano passado. Na ocasião, morreram 11 pessoas.

Existem vários grupos radicais islâmicos ativos no sul das Filipinas. O conflito separatista, que tem raiz na religião, dura mais de quatro décadas e já deixou entre 100 mil e 150 mil vítimas, paralisou o desenvolvimento da região e empobreceu a população.

Bandeira Queimada

Os membros do Defensores Vermelhos, fizeram uma manifestação diante da imprensa. Eles queimaram uma bandeira do EI para demonstrar que levam a sério a declaração de guerra.

Aos jornalistas locais, explicaram que seu principal objetivo é proteger suas terras, suas famílias e a cidade onde vivem dos ataques dos rebeldes islamitas.

Um de seus líderes, conhecido como irmão Asiong, desabafou: “Sempre estão nos atacando e a única coisa que fazemos é trabalhar em nossas fazendas… Nos vimos forçados a pegar em armas. Não queremos morrer à toa”.

Compartilhar :

Assinar

spot_imgspot_img

Popular

Relacionados
Relacionados

Relator apresenta plano de trabalho da CPI da Braskem

O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da...

Cartilha ajuda a identificar atrasos no desenvolvimento de crianças

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), em parceria com...